quarta-feira, 28 de julho de 2010

sobre os quebra-cabeças e a inércia.



os quebra-cabeças são feitos de peças recortadas que se encaixam após alguma enfâse na perda neuronal progressiva, ou, traduzindo: você se esforça pra caramba pra encaixar uma peça quando faltam umas 99999 a mais!
e quando você completa todas as peças, com neurônios de menos, não é possível que ele se reorganize. e que graça tem desmontá-lo e montá-lo exatamente do mesmo jeito? quebra-cabeças são inertes. pensando assim, beira a esquisitice.

deviam existir os quebra-cabeças que, ao fim da montagem, produziam novas peças, com novos arranjos. mas, eu sei, seria o fim do mundo capitalista das fábricas de quebra-cabeça.

fica a sugestão!


mas, falando sério, se a minha vida fosse um quebra-cabeça?
fato: as peças não se encaixariam mais do mesmo jeito.

adoro a falta de inércia da vida.

Um comentário:

  1. a minha só encaixa com muito mas muito humor e muita poesia!

    ResponderExcluir