segunda-feira, 1 de março de 2010

sobre o tempo.

a vida tem dessas coisas. tudo que vai um dia volta. e, as vezes, volta bonito como isso:


Enquanto isso corre o tempo como um louco. Esse que nunca pára e se agita diante da imensidão de horas viventes. Corre o tempo em disparada. Fugindo dos perrengues e dos obstáculos com a maestria de uma dançarina clássica.
Corre o tempo assim, sem jeito, meio aos atropelos.
E corre porque corre porque corre.
Mais nada.
Desconheci a pressa do tempo quando não encontrei porque motivo se terminava um dia em apenas vinte e quatro horas. Corre o tempo e dispara. Com medo de se encontrar e descobrir que não há motivo para pressa. Porque independente dessa, corre o tempo.

E o tempo correu e ela foi ficando, ficando, ficando [...]
O que restou foi seu sonho acenando, sorrindo e bailando para ela, bem de longe, em um tempo conhecido, mas sem lembranças dentro de si.

eu e ela

2 comentários:

  1. SEU PRIMEIRO COMENTÁRIO TINHA DE SER MEU NE?
    AMEI!!!!!
    um xero

    ResponderExcluir
  2. PS.: VAMOS VENDER 1 MILHÃO DE CÓPIAS!!!!

    ResponderExcluir